segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Observador do Caos

 
Diariamente, o mundo é desafiador. Até mesmo quando o dia parece entediante. Pois sua mente trata sempre de lembrar a você dos desafios a serem superados, não importando se vocês os escolheu ou eles o escolheram. Enquanto o mundo gira freneticamente entre conflitos no Egito, protestos esdrúxulos na USP e policiamentos tecnológicos na rede por parte de hipócritas, eu sigo meu caminho pela faixa opcional, sem atrapalhar muito o trânsito caótico, principalmente porque atualmente eu prefiro muito mais ser um Observador [lembrando um pouco os personagens misteriosos da série Fringe]. E que ninguém me julgue, estou no meu direito de assumir essa postura. Quem sabe, futuramente, eu mude minha filosofia de vida e me torne uma pessoa mais participativa na sociedade. Porém, no momento prefiro observar, analisar, anotar e digerir toda forma de conhecimento que absorvo.
É um caminho escolhido de forma consciente e que se encaixa perfeita em minha carreira de escritor, pois na medida em que estou promovendo um desenvolvimento lento e gradual de minha jornada literária, é justo que eu pense muito mais em tornar meu trabalho mais visto do que a minha própria pessoa em si enquanto autor. Porque meu objetivo é justamente fazer meu trabalho ganhar mais notoriedade junto ao público que decidir se envolver com a leitura dos livros que eu escrever. Não quero e nem pretende estar à frente de meu trabalho, mas decido por ser a pessoa por trás da obra criticada, analisada, elogiada ou massacrada. Leiam minha história, decifrem minhas mensagens, analisem meus personagens, contextualizem o seu universo com o universo da obra. É justamente isso que eu busco, promover aquilo que faço, que escrevo, que crio através da escrita, e não promover a minha pessoa. Lógico, eu sou o autor e preciso mostrar quem sou. Mas antes do autor, vem a obra criada e divulgada para o mundo.
Esse meu blog é um exercício fabuloso de construção de meus pensamentos e minhas ideologias enxutas. Eu acredito no que eu faço, apesar de que, em alguns momentos, a frustração e o desânimo pesam mil toneladas e minhas palavras parecem estar esmagadas sob mil pés sem almas. Mas nesse momento eu recobro minha consciência e me dou conta de que isso tudo faz parte do desafio escolhido. pois você nunca vai poder discordar de que a cada dia o mundo é desafiador, nunca entediante.

A nível de informação: o vídeo postado no início deste meu texto é o Booktrailer de meu livro "Efeito Cacaos", que lancei recentemente pela internet. Uma versão completa em PDF do livro está disponível para download e pode ser baixado no site do livro.
 
© 2013 Contaminação de Ideias. Todos os direitos reservados do autor. É proibida a cópia ou reprodução sem os direitos autoriais do autor Ulisses Goés. Powered By Blogger. Design by Main