quarta-feira, 16 de junho de 2010

Várias Avaliações Sensações Típicas

 
Eu vivo ciclos de momentos em minha vida onde, apesar de aparentemente parecidos, nenhum se iguala ao outro. Cada um é definido por uma sequência de situações e experiências que as tornam únicas. Cada um desses ciclos me trouxe diferentes gostos amargos e diversos níveis de sofrimento e drama, além de diferentes maneiras de amar. O amar solitário, o amar cegamente, o amar possessivo, o amar desesperado, o amar contido, o amar acompanhado, o amar amadurecido. Cada um desses ciclos de minha vida abriu minhas janelas da percepção de minha personalidade, mostrando ora minha forma sincera e romântica de amar, ora meus demônios interiores prestes a soltar-se perigosamente. Cada ciclo, uma batalha cruel e silenciosa, uma guerra muitas vezes desigual onde a derrota mostrava toda minha vulnerabilidade e fraquezas. Nunca imaginei que erraria tanto, que choraria tantas dores, que tropeçaria em caminhos que imaginava tão seguros.
Mas houve surpresas saborosas e incríveis em minha vida, não posso negar isso. A amizade e o companheirismo veio de onde eu nunca esperava, vitórias simples que me encheram de alegria, aprendizados que me amadureceram sem que eu sequer percebesse. Agora estou aqui, com essa modesta bagagem imensa de experiência e conhecimento, que me parece suficiente para eu saber agora por onde caminhar e quais decisões tomar daqui pra frente. Eu disse bagagem imensa, mas eu estou ciente de que tudo que trago dentro de mim ainda não é o suficiente. Ainda não tão experiente assim, tenho muito chão pela frente e ainda tenho muito o que aprender nessa vida. Escrevo durante as madrugadas enquanto tomo goles de café, e penso no momento que estou vivendo agora. São decisões que terei de tomar, e sei que essas decisões agora farão minha vida tomar uma forma totalmente nova e nunca antes experimentada por mim. Eu sei que esse ano é decisivo, eu sei que busco realizar projetos e tornar reais meus sonhos mais sinceros. Não posso garantir, mas talvez eu esteja fazendo meus últimos trabalhos gráficos aqui, talvez eu esteja me preparando, mesmo sem saber exatamente, para mudanças desafiadoras. Espero ansioso e esperançoso pelo resultado da Bolsa da FUNARTE. Eu quero acreditar que conseguirei, eu preciso conseguir, é minha maior chance de sentir essa mudança radical que parece cada vez mais próxima. Não há nada, atualmente, que eu deseje mais no mundo do que EU dar certo. Sentir minha vida dar certo da maneira como sempre pensei e poder respirar os novos ares que sempre sonhei. E ser escritor reconhecido pelos meus livros é algo que sempre sonhei.
Ontem o Brasil fez seu primeiro jogo na Copa do Mundo 2010, vencendo a Coréia do Norte por 2x1. Mas isso pouco importa pra mim. Hoje dei ótimas risadas vendo o descontraído Tiago Leifert no programa Central da Copa falando sobre o fenômeno mundial da hilária campanha "CALA BOCA GALVAO" disseminada no Twitter e que fez Galvão Bueno dar boas risadas e levar na esportiva. Assisti diversas conferências da E3 2010 ao vivo pela internet sobre os próximos lançamentos de jogos previstos para esse ano e para 2011. Mas, sinceramente, nada disso é importante para mim hoje. Ciclos estão chegando ao seu fim inevitável, para dar lugar a algo novo que ainda não consigo definir, mas que tenho certeza é o que estou esperando há muito, muito tempo. Desde que eu era criança.
 
© 2013 Contaminação de Ideias. Todos os direitos reservados do autor. É proibida a cópia ou reprodução sem os direitos autoriais do autor Ulisses Goés. Powered By Blogger. Design by Main