sexta-feira, 11 de abril de 2008

Onde brilham os olhos de Takai

 












Que coisa mais linda e intimista, suave e delicada acabei descobrindo hoje. Eu já tinha lido em algum lugar na internet que a vocalista Fernanda Takai, da banda Pato Fu, havia feito releituras sonoras refrescantes de canções da saudosa musa da Bossa Nova, Nara Leão. Porém, somente agora é que acabei me deparando com essa pérola de álbum, surpreendente e renovador, elegante, discretamente inteligente. Sou fã há muito tempo da banda mineira, e a voz de Fernandinha, bem como inúmeras músicas do Pato Fu, já foram trilhas sonoras de milhares de momentos de minha humilde e singela vida. Sou tão fã dessa banda, que em jogos online [outra paixão minha] eu utilizo o nome da banda como nick [ou nome do personagem no jogo, para os leigos de plantão]. E essa identidade virtual, algumas vezes, já me deu um nó em meu juízo, pois já me peguei pensando realmente quem sou na realidade: seria eu o poeta e escritor Ulisses Góes, ou o jogador conhecido pela "alcunha" de Patofu? Muitos artistas, por conta da fama estratosférica para a qual suas vidas foram sugadas, acabam incorporando o nome artístico ao nome de batismo registrado em cartório. E eu já imaginei algumas vezes assinando como Ulisses "Patofu" Góes, como eu mesmo tenho feito por diversas vezes em comunidades no orkut.
E para prender esse meu texto escrito nessa madrugada de 11 de abril, e não deixar nenhum ponto sem nó, já que falei em orkut, foi justamente depois de ver Fernandinha sendo entrevistada por Jô Soares e divulgando seu primeiro álbum-solo que eu fui no orkut catar esse inesperado álbum intitulado Onde Brilhem Os Olhos Seus. E como eu disse no início, que coisa mais linda e intimista, suave e delicada. Vocês estão ouvindo? É Fernanda Takai, que Pedro Alexandre Sanches, em seu blog, carinhosamente chama de a japonesinha da família paterna Takai, a indiazinha amazonense, a brasileirinha de pop-rock gringo-mineiro do Pato Fu. Arigatô Gozai Masta, Fernanda.
 
© 2013 Contaminação de Ideias. Todos os direitos reservados do autor. É proibida a cópia ou reprodução sem os direitos autoriais do autor Ulisses Goés. Powered By Blogger. Design by Main