quinta-feira, 21 de julho de 2005

caçadores de sonhos

 
Tudo em mim foge para este sonho
onde persistem teus olhos negros
essas dunas de paçocas
teus rabiscos nos arabescos
teus sorrisos pelos becos

Tudo em mim foge para este sonho
onde eu ouço o que você me diz
entre beijos de algodão
e canções feitos de brancos giz

Sandman ainda não percebeu
e eu enganei Morpheus
Não é uma fuga, enfim
Trata-se de uma caçada sem fim.

poema do livro
À Sombra de um Eclipse
julho 2005
 
© 2013 Contaminação de Ideias. Todos os direitos reservados do autor. É proibida a cópia ou reprodução sem os direitos autoriais do autor Ulisses Goés. Powered By Blogger. Design by Main